''O QUE PODEMOS FAZER PARA QUERER FIRMEMENTE AQUILO QUE RECONHECEMOS SER O MELHOR PARA NÓS E PARA NOSSA ESPÉCIE?''

3 de jan de 2010

ABSURDO [07 de 17]

A REAL ALIMENTAÇÃO

Fonte: comunidade Santo Daime
autoria do texto Alexandre Azevedo.
O autor agradece toda crítica e sugestão sobre o tema abordado.


O ABSURDO
Quando verificamos a “causa mortis” de pessoas com mais de 70 anos, constatamos que, em cada cem pessoas apenas sete ou oito morreram de forma natural, por envelhecimento. As outras restantes são casos de pessoas descuidadas com sua saúde, que morreram de pneumonia, ataque cardíaco, derrame cerebral, problemas no fígado, doença iatrogênica (causada pelos médicos e pelos remédios químicos), etc. Pelo menos 93% dos casos são mortes provocadas. Esse resultado mostra o desequilíbrio do organismo oriundo da falta de autoconscientização.

A destruição do meio ambiente interno do nosso corpo, pelo abuso de antibióticos e da alimentação disfarçada, destrói a ordem circulatória do organismo. É semelhante à destruição florestal e à transformação em deserto do nosso planeta pelo sistema desumano, que tem apenas interesses mercantilistas e industriais.

A doença é como um incêndio e o médico é como o bombeiro. Apesar da mobilização total de toda a capacidade do médico (bombeiro) e do uso de todos os seus equipamentos, ainda assim há inúmeras doenças graves (grandes incêndios)... Não adianta procurar apenas o progresso tecnológico e prático do bombeiro com seus equipamentos e seus instrumentos, se não nos fortalecermos e nos previnirmos contra o fogo. Devemos acautelar-nos das labaredas menores da doença individual, bem como dos grandes incêndios (epidemias e guerras).
A gravidade da doença se acentua conforme o corpo perde sua função eliminatória de tóxicos, ao mesmo tempo em que há falta de critérios adequados na escolha dos alimentos.

Nenhum comentário:

Total de visualizações de página