''O QUE PODEMOS FAZER PARA QUERER FIRMEMENTE AQUILO QUE RECONHECEMOS SER O MELHOR PARA NÓS E PARA NOSSA ESPÉCIE?''

27 de jan de 2010

Trecho do Livro Dr Soleil Você sabe se Alimentar? >> O Mito das proteínas

PROTEÍNAS

As proteínas são elementos nutritivos usados para o crescimento e restauração das células do corpo. Elas são formadas por aminoácidos. Há 12 aminoácidos que nós mesmos sintetizamos em nosso organismo. Oito aminoácidos, chamados essenciais, temos que receber através da alimentação.

Encontramos proteínas tanto no reino vegetal quanto no reino animal. As proteínas encontradas nas plantas têm a mesma qualidade nutritiva que as de origem animal. Todos os alimentos de origem vegetal, quando não refinados, contém os 8 aminoácidos essenciais - na maioria das vezes, mais do que o dobro na necessidade calculada para crianças e adultos. Os alimentos naturais contêm todos os aminoácidos necessários para a saúde. Se comemos alimentos vegetais variados e não refinados, não temos falta de proteínas.

O período de vida em que mais precisamos de proteínas é na infância, quando estamos crescendo. O alimento ideal para o bebê é, sem dúvida, o leite materno - rico em proteínas. Encontramos 8% de proteínas no arroz, 11% nas batatas e 28% no feijão. É quase impossível encontrar um caso de deficiência de proteínas em nossa sociedade ocidental. Pelo contrário, é extremamente freqüente encontrar vítimas do consumo excessivo de proteínas (os americanos consomem 6 a 8 vezes mais proteínas do que necessitam).

As proteínas em excesso não são armazenadas pelo corpo: sua eliminação constitui uma sobrecarga de trabalho para o fígado e os rins, deixando-os esgotados. Para eliminar as proteínas, os rins têm que usar grande quantidade de cálcio. Isso provoca perda de cálcio ósseo e, como conseqüência, a osteoporose e grande concentração de cálciona urina ? daí a formação de cálculos renais. São principalmente as proteínas de origem animal que criam esses problemas.

Utilizando produtos animais como fonte de proteínas também absorvemos grande quantidade de gorduras e colesterol. Além disso, os produtos animais são deficientes em fibras e, freqüentemente, estão contaminados por vírus, bacterias e produtos químicos. Os alimentos de origem vegetal são pobres em colesterol e gorduras, mas ricos em fibras. Constituem, portanto, a melhor fonte de proteínas para a alimentação humana.

Acreditar que é preciso consumir leite e queijo para obter cálcio suficiente é um mito que provoca doenças. A alimentação simples dos chineses e japoneses, à base de arroz e vegetais, contém cálcio suficiente para permitir a milhões de asiáticos viverem bem - sem nunca beber leite nem ingerir tabletes de cálcio comprados na farmácia! É essencial compreender que a carência de cálcio dos ocidentais não é provocada por falta de cálcio nos alimentos mas pelo excesso de proteínas, que conduz a perda de cálcio ósseo. O estudo cuidadoso da literatura científica mostra que as deficiências de cálcio no ser humano nunca são provocadas por falta de cálcio na alimentação. Há cálcio suficiente nas plantas para permitir que cavalos, elefantes, hipopótamos e girafas desenvolvam seus enormes esqueletos!

A quantidade de cálcio absorvida pelo intestino é determinada pela necessidade de cálcio do corpo - as células intestinais só absorvem o que é exigido pelo organismo. Se todo cálcio contido nos alimentos fosse absorvido pelas células intestinais, teríamos uma sobrecarga de cálcio. Por isso, não faz sentido dar cálcio em comprimidos para uma pessoa que apresenta sinais de carência de cálcio, como osteoporose.

A indústria do leite procura fazer crer que a osteoporose ocorre quando as pessoas consomem pouco leite de vaca. Entretanto, a osteoporose é uma doença encontrada principalmente nos países que consomem muitos laticínios: Estados Unidos, Inglaterra, Finlândia e Suécia. É extremamente rara nos países em que quase não há consumo de laticínios, como na maior parte da Ásia e da África. Nos Estados Unidos, país com maior consumo de proteínas animais do mundo, encontramos o índice mais elevado de fraturas de colo do fêmur; nos países africanos, as fraturas de colo do fêmur são praticamente desconhecidas. Os esquimós, que têm uma alimentação muito rica em proteínas animais, têm também um índice muito elevado de osteoporose.

É preciso diminuir o consumo de proteínas na alimentação para reestabelecer o equilíbrio do cálcio, isto é, não perder mais do que absorvemos. Pessoas com tendência à osteoporose deveriam, pois, abster-se de proteínas animais e comer apenas proteínas de origem vegetal.

Extraído do livro: Dr. Soleil, "Você sabe se alimentar?", pg. 163 a 165 - Paulus, 2004

Um comentário:

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis sans ordonnance
http://commandercialisfer.lo.gs/ prix cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis acquistare
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis

Total de visualizações de página